Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.espm.br/handle/tede/313
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Desvendando a economia colaborativa: um estudo quantitativo sobre as motivações de sua adesão
Other Titles: Unraveling collaborative economics: a quantitative study on the motivations for joining
???metadata.dc.creator???: Ferraz, Caroline de Souza 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Francisco, Eduardo de Rezende
???metadata.dc.contributor.referee1???: Borges, Fabio Mariano
???metadata.dc.contributor.referee2???: Strehlau, Vivian Iara
???metadata.dc.contributor.referee3???: Blaso, Vivian
???metadata.dc.contributor.referee4???: Kugler, José Luiz
???metadata.dc.description.resumo???: A colaboração deixou de ser somente um valor e tornou-se um estilo de vida. Com a ascensão das comunidades virtuais e redes sociais, os indivíduos retomaram os princípios e práticas colaborativas que extrapolaram o ciberespaço e passaram a ser aplicadas a outras dimensões físicas da vida. Essa mudança de comportamento tornou-se um fenômeno global, transformando o modo como as pessoas vivem e consomem. Dentro desse contexto, a presente dissertação tem como objetivo entender as motivações que levam à adesão da economia colaborativa, tendo como foco jovens da Região Metropolitana de São Paulo nascidos na década de 1990 ˗ que cresceram com o advento da internet. O estudo propõe um diálogo entre autores como Bockmann (2013), Lamberton e Rose (2011), Van de Glind (2013) e Hamari et al. (2013) com a finalidade de compreender os diferentes fatores motivacionais para a colaboração e atribui quantificações a eles por meio de uma pesquisa survey com 570 entrevistados. Os resultados contribuem tanto para a literatura quanto para o mercado brasileiro no que diz respeito à economia colaborativa, mostrando que a relação do brasileiro, apesar do fortalecimento de valores coletivos, ainda é bastante individual e racional. As principais motivações relacionadas aos serviços financeiros consistem na conveniência e praticidade, redução de custos e no acesso a serviços novos e diferenciados, todas elas consideradas extrínsecas, ou seja, em função de um benefício ou recompensa. Os fatores sociais e sustentáveis, por sua vez, não se mostraram impulsionadores diretos. Mais do que trazer maior compreensão sobre o fenômeno, esta investigação busca fomentar discussões e novos estudos acerca do futuro da economia colaborativa.
Abstract: Collaboration is no longer just a human value, it has become a lifestyle. With the rise of virtual communities and social networks, individuals have taken up collaborative principles and practices, going beyond the cyberspace and applying them to other physical dimensions of life. This behavior change has become a global phenomenon, transforming the way people live and consume. Within this context, this research aims to understand the motivations that lead to sharing economy, focusing on young people from the São Paulo Metropolitan Region, who were born in the 1990s and grew up with the advent of the internet. The study proposes a dialogue between authors such as Bockmann (2013), Lamberton and Rose (2011), Van de Glind (2013) and Hamari et al. (2013) in order to understand the different motivational factors, besides quantifying this information based on a survey conducted with 570 respondents. Results contribute to the literature as well to the Brazilian market regarding sharing economy, showing that the relationship between Brazilians and this economic alternative, despite the strengthening of collective values, is still quite individual and rational. The main motivations involved are convenience and flexibility, reduction of costs and access to new and differentiated services, all of them considered extrinsic, driven by a benefit or a reward. Social and sustainable factors, for instance, were not direct motivations. More than bringing greater understanding about the phenomenon, this research seeks to foster discussions and new studies about the future of sharing economy
Keywords: comportamento do consumidor; economia colaborativa; fatores motivacionais; jovens brasileiros
consumer behavior; sharing economy; motivational factors; Brazilian young people
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Escola Superior de Propaganda e Marketing
???metadata.dc.publisher.initials???: ESPM
???metadata.dc.publisher.department???: ESPM::Pós-Graduação Stricto Sensu
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor
Citation: Ferraz, Caroline de Souza. Desvendando a economia colaborativa: um estudo quantitativo sobre as motivações de sua adesão. 2018. [126 f.]. Dissertação ( Programa de Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor) - Escola Superior de Propaganda e Marketing, [São Paulo] .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede2.espm.br/handle/tede/313
Issue Date: 13-Mar-2018
Appears in Collections:Dissertações - MPCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_MPCC- Caroline de Souza Ferraz.pdfDesvendando a economia colaborativa: um estudo quantitativo sobre as motivações de sua adesão2.3 MBAdobe PDFThumbnail

View/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.