Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.espm.br/handle/tede/436
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: "Meu nome não é mãe" : um estudo dos discursos sobre maternidade no jornalismo feminista da "Revista AzMina"
Other Titles: "Meu nome não é mãe: um estudo dos discursos sobre maternidade na "Revista AzMina"
"My name is not a mother": a study of the speeches on motherhood in feminist journalism from "Revista AzMina"
"My name is not a mother: a study of the speeches on motherhood in" Revista AzMina "
???metadata.dc.creator???: Makita, Martha Alvarez Lopes 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Casadei, Eliza Bachega
???metadata.dc.contributor.referee1???: Castro, Gisela Grangeiro da Silva
???metadata.dc.contributor.referee2???: Lago, Claudia
???metadata.dc.contributor.referee3???: Buitoni, Dulcilia Helena Schroeder
???metadata.dc.description.resumo???: Com a crescente apropriação das tecnologias digitais pelos movimentos sociais, que teve seu auge nos últimos anos, especialmente depois de 2013, surgem publicações feministas na internet como a “Revista AzMina”. A revista pretende ser um espaço para ampliar a representatividade feminina e destina duas seções à cobertura de temas relacionados à maternidade: a editoria “Mãezinha vírgula” e a coluna “Meu nome não é mãe”. No entanto, se por um lado os textos vinculados questionam as normatividades sobre a maternidade impostas por instituições como o poder médico e o Estado, por outro, notamos que há uma espécie de delimitação de novas normas relacionadas a ser mãe, com a recuperação de correntes como a do feminismo naturalista e o silenciamento de discursos, especialmente no que diz respeito à vivência de mulheres negras. A fim de investigar esse processo, esta pesquisa tem como objetivo analisar os embates discursivos sobre maternidade na publicação, com ênfase sobre os silenciamentos do discurso e sobre as ferramentas de legitimação dos discursos mediados, sendo o testemunho um deles. Para isso, emprega-se a metodologia da análise do discurso de tradição francesa, amparada por autores como Eni Orlandi e Maria Aparecida Baccega.
Abstract: With the increasing appropriation of digital technologies by social movements, which had its peak in recent years, especially after 2013, feminist publications on the internet appear such as the "AzMina Magazine". The magazine intends to be a space to increase the feminine representativeness and destines two sections to cover topics related to maternity: the editor "Mãezinha comma" and the column "My name is not a mother". However, if on the one hand the linked texts question the norms on maternity imposed by institutions such as the medical power and the State, on the other, we note that there is a kind of delimitation of new norms related to being a mother, with the recovery of chains such as that of naturalistic feminism and the silencing of discourses, especially with regard to the experience of black women. In order to investigate this process, this research aims at analyzing the discursive struggles about maternity in the publication, with emphasis on the discursive discourses and the tools of legitimation of the mediated discourses, being the testimony one of them. For this, the methodology of discourse analysis of French tradition, supported by authors like Eni Orlandi and Maria Aparecida Baccega, is used.
Keywords: maternidade; jornalismo feminista; jornalismo feminino; jornalismo digital; ciberativismo
maternity; feminist journalism; women's journalism; digital journalism; cybativism
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Escola Superior de Propaganda e Marketing
???metadata.dc.publisher.initials???: ESPM
???metadata.dc.publisher.department???: ESPM::Pós-Graduação Stricto Sensu
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Mestrado Profissional, Produção Jornalística e Mercado
Citation: Makita, Martha Alvarez Lopes. "Meu nome não é mãe" : um estudo dos discursos sobre maternidade no jornalismo feminista da "Revista AzMina". 2019. [242 f.]. Dissertação ( Programa de Mestrado Profissional, Produção Jornalística e Mercado) - Escola Superior de Propaganda e Marketing, [São Paulo] .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede2.espm.br/handle/tede/436
Issue Date: 19-Mar-2019
Appears in Collections:Dissertações – MPPJM

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARTHA ALVAREZ LOPES MAKITA.pdf"Meu nome não é mãe" : um estudo dos discursos sobre maternidade no jornalismo feminista da "Revista AzMina"9.09 MBAdobe PDFThumbnail

View/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.