Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.espm.br/handle/tede/534
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Devo, não nego, mas tenho um dinheirinho guardado: motivações para as pessoas manterem dívidas e investirem dinheiro ao mesmo tempo
Other Titles: I must, I don't deny it, but I have a little money saved: motivations for people to keep debts and invest money at the same time
???metadata.dc.creator???: Melo, Juliana Ranciaro de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Ponchio, Mateus Canniatti
???metadata.dc.contributor.referee1???: Strehlau, Suzane
???metadata.dc.contributor.referee2???: Farias, Lauro Emilio Gonzales
???metadata.dc.description.resumo???: Até o presente momento, a maior parte dos estudos sobre o papel da dívida na sociedade do consumo focou em estudar a dívida em conjunto com o uso do cartão de crédito ou do empréstimo. Assim, o principal objetivo deste estudo foi identificar as motivações que levam as pessoas a terem dívidas e pouparem dinheiro ao mesmo tempo. Os objetivos específicos da pesquisa foram: i) identificar se o conhecimento financeiro tem relação com a maneira como as pessoas lidam com dívidas e investimentos; ii) identificar se o comportamento é diferente frente aos diversos tipos de gastos; iii) identificar se os indivíduos entendem os gastos que geram dívidas como necessários ou supérfluos. Para isso, foi realizada uma pesquisa qualitativa exploratória, de caráter interpretativista, com entrevistas em profundidade. Foram realizadas 10 entrevistas que serviram como base para esse estudo. As entrevistas ocorreram entre os meses de abril e dezembro de 2019, com indivíduos escolhidos em uma amostra não-probabilística por “bola de neve”. Foi possível identificar que o conhecimento financeiro não tem relação com a possibilidade de ter uma vida financeira considerada mais saudável e que os indivíduos não conseguem classificar os gastos como necessários ou supérfluos. Sob a ótica de finanças comportamentais, a maioria dos entrevistados demonstrou ausência se autocontrole e frequente. Esses resultados foram analisados à luz de teorias de endividamento, psicologia econômica, orientação temporal, materialismo e consumo compulsivo ou impulsivo. As implicações mercadológicas dizem respeito principalmente ao fomento da educação financeira no país e nas empresas, mesmo que já sejam essas do mercado financeiro, a dinâmicas mais voltadas ao consumo consciente de produtos como cartão de crédito, empréstimos e cheque especial e ao uso de estímulos interpessoais para tratar de assuntos relacionados a economia, finanças e investimentos.
Abstract: To date, most studies on the role of debt in the consumer society have focused on studying debt in conjunction with the use of credit cards or loans. Thus, the main objective of this study was to identify the motivations that lead people to have debts and to save money at the same time. The specific objectives of the research were: i) to identify whether financial knowledge is related to the way people deal with debts and investments; ii) identify whether the behavior is different in view of the different types of expenses; iii) identify whether individuals understand the expenses that generate debt as necessary or superfluous. For this, an exploratory qualitative research, of an interpretative character, with in-depth interviews was carried out. 10 interviews were conducted that served as the basis for this study. The interviews took place between April and December 2019, with individuals chosen from a non-probabilistic sample by “snowball”. It was possible to identify that financial knowledge is not related to the possibility of having a financial life considered healthier and that individuals are unable to classify expenditures as necessary or superfluous. From the perspective of behavioral finance, most of the interviewees showed an absence of self-control and frequent absence. These results were analyzed in the light of theories of indebtedness, economic psychology, temporal orientation, materialism and compulsive or impulsive consumption. The market implications mainly concern the promotion of financial education in the country and in companies, even if these are already in the financial market, dynamics more focused on the conscious consumption of products such as credit cards, loans and overdraft and the use of interpersonal stimuli to address issues related to economics, finance and investments.
Keywords: situação financeira; poupança; investimentos; dívidas; endividamento pessoal; psicologia econômica; finanças comportamentais
financial situation; savings; investments; debts; personal indebtedness; economic psychology; behavioral finance
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
???metadata.dc.language???: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Escola Superior de Propaganda e Marketing
???metadata.dc.publisher.initials???: ESPM
???metadata.dc.publisher.department???: ESPM::Pós-Graduação Stricto Sensu
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor
Citation: Melo, Juliana Ranciaro de. Devo, não nego, mas tenho um dinheirinho guardado: motivações para as pessoas manterem dívidas e investirem dinheiro ao mesmo tempo. 2020. [76 f.]. Dissertação ( Programa de Mestrado Profissional em Comportamento do Consumidor) - Escola Superior de Propaganda e Marketing, [São Paulo] .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://tede2.espm.br/handle/tede/534
Issue Date: 25-Mar-2020
Appears in Collections:Dissertações - MPCC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIANA RANCIARO DE MELO.pdfDevo, não nego, mas tenho um dinheirinho guardado: motivações para as pessoas manterem dívidas e investirem dinheiro ao mesmo tempo1.51 MBAdobe PDFThumbnail

View/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.